O marmitex e a pitbull

 

Decidi voltar a escrever depois de muita revolução: mudança de casa, de emprego, casar de novo.
Começo por retratar um dia ordinário na minha vida. Estamos no final do ano, calor infernal e adaptação no novo lar. Meu cunhado chega em casa para pegar meu carro emprestado. Coloco a guia na minha cadela, uma pit adulta que achei faz alguns meses para meu cunhado tirar o carro da garagem com segurança. Sol a pino, o suor escorrendo nas minhas costas, eu mentalmente praguejando por ainda não ter mudado pra Europa e um mendigo deitado na frente da garagem ao lado da minha casa.
Derepente vejo que a pit tem algo na boca: um marmitex dobrado em conchinha, o marmitex do mendigo. Tento em vão tirar da bocarra dela, puxo brigo e nada. O mendigo sentindo a movimentação levanta a cabeça e lentamente volta pro seu mundo de cana.
A cadela coloca o marmitex no chão para comer seu conteúdo melhor: arroz e frango a milanesa e eu rapidamente dou uma bica no marmitex espalhando arroz pela rua toda.
Meu cunhado vai embora rindo da cena dantesca e eu percebo que meu dedo está sangrando. Sim, cortei o dedo no marmitex do mendigo e me sinto em um episódio do House, que daqui a 1 semana se eu entrar em uma situação critica de saúde e ninguém souber o que esta me afligindo, persigam o mendigo! Isolem alguma bactéria louca dele, pesquisem toda a sorte de viroses nele e salvem minha vida! Imaginei a saliva do mendigo entrando na minha corrente sanguinea e acabando com a minha imunidade…
Corri a casa adentro e coloco meus pés embaixo do chuveiro, notando com muito nojo que o meu pé esquerdo que não teve ferimento tinha arrozinho grudado. Esfrego meus pés com muita água e sabonete e coloco iodo no dedo sangrando.

A banana e os vizinhos

Na minha casa nova, os vizinhos são os vigilantes da nossa vida, criricando o modo que criamos os animais , jogando saquinhos plásticos com restos de strogonoff para os cachorros. Um mal hábito existente antes da minha chegada na casa e que estou tentando cortar com calma , mas nesse dia , nesse mesmo dia do marmitex não agüentei.
Tem um jaboti na minha casa. Herança dos antigos moradores, estou tentando encontrar um lar para ele, porque não apoio animais silvestres cativos. Um belo dia, após meu namorado limpar e quintal todo ( e é enorme!) uma banana foi lançada por um vizinho anônimo para o réptil. Hoje, a banana foi lançada e eu estava no quintal vizinho e não tive duvida. Imaginei a janela que ela foi lançada pela caída da banana ( isso mesmo CSI da banana!) e lancei de volta, sendo espatifada na janela dos vizinhos. E gritei: agora é assim, joga a banana e eu jogo de volta, e quem jogou essa banana tenha culhão e saia agora! Ninguem saiu…e o mistério continua….

Anúncios